Unemat investe em software livre para administrar gestão acadêmica e bibliotecas

Tereza Longo Job - Bibliotecária do Campus de Cáceres
Segunda-Feira, 11 de dezembro de 2017 às 03:12:59
Unemat investe em software livre para administrar gestão acadêmica e bibliotecas

A Universidade do Estado de Mato Grosso inicia a construção de um sistema de gestão acadêmica que será implantado dentro de uma plataforma de software livre. A instituição vai implantar o Sistema Aberto de Gestão Unificada (Sagu) e o Sistema de Gestão de Acervo, Empréstimo e Colaboração Para Bioblioteca (GNUTECA). A empresa Solis, do Rio Grande do Sul, que venceu a licitação começa a trabalhar efetivamente no próximo dia 1º de dezembro.

Os gestores da Unemat afirmam que a meta é integrar e unificar toda a gestão acadêmica dentro da instituição, nas diferentes modalidades de ensino oferecidas. Essas mudanças vão garantir maior confiabilidade, rapidez e simplicidade nas ações de rotinas como lançamento de notas, matrículas, atestados. Tudo poderá ser realizado pela internet.

O reitor da Unemat, Adriano Aparecido Silva, e o vice-reitor Dionei José da Silva, afirmam que esse investimento é extremamente necessário para garantir a qualidade dos trabalhos prestados na instituição, facilitar a vida do acadêmico, integrar e unificar a Unemat.

“A implantação de um sistema de gestão acadêmica mais eficiente é um compromisso de campanha. Nós entendemos a sua importância porque a instituição precisa normatizar os procedimentos, já que ao longo dos anos a Unemat cresceu e não recebeu a devida atenção nessa área. Há ainda dentro da instituição muitos trabalhos manuais e com esse novo sistema, esses procedimentos vão melhorar a rotina de trabalho e facilitar a vida de toda a comunidade acadêmica, seja na emissão de documentos e acompanhamento dos processos”, explica Dionei.

Para a pró-reitora de Ensino e Graduação, Ana Maria Di Renzo, a implantação de um sistema de gestão acadêmica garantirá um salto na qualidade dos trabalhos. “Vamos otimizar o tempo dos processos e ações, e isso com maior qualidade, e confiabilidade das informações. Além disso, com a integração dos sistemas muitas ações em que os usuários precisam se deslocar fisicamente poderão ser feitas online, reduzindo custos e tempo no processamento dessas informações”, diz.

O representante da empresa Solis, Luciano Klein, explica que o projeto será executado em 24 meses, sempre acompanhado pela equipe da Diretoria Administrativa de Tecnologia da Informação (Dati) da Unemat, para que ao final deste prazo, os próprios servidores da instituição tenham condições de manter e continuar evoluindo o software.

Além disso, todo o sistema de gestão acadêmica e bibliotecas que será implantado na Unemat utilizará software de código fonte aberto, de forma a ser adaptado para a realidade da instituição. Para o diretor de Tecnologia da Informação da Unemat, Amir Fonseca Montecchi Junior, essa é uma das principais vantagens.

“Toda a tecnologia que for desenvolvida para a Unemat será depois disponibilizada no Portal do Software Público, mantido pelo Ministério do Planejamento. Essa é uma forma de retornar para a sociedade uma solução de software que pode ser utilizada por qualquer outra instituição”, diz. Outra vantagem apontada na utilização de um software livre é a liberdade tecnológica, independência de fornecedores e economia financeira com licenças de software.

A previsão da empresa é que a partir de Março de 2012, as primeiras mudanças já poderão ser percebidas pela comunidade acadêmica. O sistema de biblioteca será o primeiro a migrar para a nova plataforma, com isso o usuário poderá fazer consulta, reserva de livros e renovar empréstimos. O sistema dará acesso a todas as obras das bibliotecas além de materiais em formato digital que estão disponíveis na internet.

Apesar do sistema de biblioteca ser o primeiro em que as pessoas perceberão as mudanças todos os demais módulos do sistema dentro da gestão acadêmica também vão sofrer as intervenções para se adequar a nova realidade, lembra o gerente de negócios da Solis.